6 de novembro de 2013

Dando continuidade ao post anterior, depois de me deliciar por toda a manhã apreciando e pechinchando antiguidades na Feirinha do Bixiga, havia chegado a hora de alimentar o corpo também. O que não seria nenhum sacrifício bem ali, naquela tradicional comunidade italiana em São Paulo.

Isso significa que nas ruas próximas à Praça Dom Osório, especialmente na 13 de Maio, figuram muitas cantinas italianas, das mais pomposas às mais simples. Resolvi caminhar um pouco e pedir indicações para pessoas da região. Eu procurava algo simples, pouco turístico e sem glamour, onde eu pudesse comer uma massa bem tradicional.

Alguns lojistas por ali me indicaram um restaurante mais famoso, que fica bem em frente à praça, enorme. Outros me falaram de uma modesta cantina, a alguns quarteirões, segundo eles uma das que geram os melhores comentários da região. Era o que eu procurava.

Mamma Celeste é o nome da cantina. Nem fica na rua principal, a 13 de Maio, nas na Conselheiro Carrão (nº 460, quase esquina com a 13 de Maio). Fachada muito simples, interior aconchegante.

Chegamos cedo e conseguimos uma mesa. E, em poucos minutos, próximo ao meio dia, já havia fila na porta. As massas são caseiras e bem saborosas. De entrada, não posso deixar de elogiar o pão italiano bem gostoso e a sardela.

Os pratos individuais são muito (mas muito) bem servidos. Eu comi até me sentir bastante satisfeita e não cheguei à metade do prato. Portanto, se você não costuma ter uma refeição de pedreiro, rs, pode compartilhar o prato individual com alguém.

E aplausos ao grande final da refeição, um tradicional Tiramisú de encher o coração de alegria, delícia de sobremesa. Assim como outros pratos, simples e muito bem feita, com tempero de receita de família.

Mamma Celeste, recomendo! Ah, e não resisti, ainda acabei levando umas Palhas Italianas…rs. Mamma mia!

Imagens: Thalita Araújo.