5 de fevereiro de 2014

Buenos dias Chicos !!!

Bom dia queridos do meu core. Uma semana sem vocês, e já bateu saudades. estar aqui e compartilhar conhecimento é viciantes confesso. Muito bom receber feedbacks positivos sobre o blog, motiva cada vez mais escrever. Mas diz ai como foi passeio a Mi Buenos Aires Querido? Apaixonante , tenho certeza. Eu sou fã confessa e já estou articulando com um grupo de amigos mais uma ida, ai é claro que se a #TchiaBia viaja, vocês do Viva Moda irão juntos. Hoje seguiremos nossa viagem rumo ao Pacífico. Prontos para desembarcar em Santiago do Chile? A quem possa interessar, já existe muito Chileno visitando, inclusive investidores interessados nossa cidade, uma vez que esta será Hosty City do time do Chile durante os jogos da primeira fase da Copa do mundo que ocorrerá em junho deste. E você sabe o que sobre o Chile ?

O Chile possui um território incomum, com 4 300 quilômetros de comprimento e, em média, 175 quilômetros de largura (sair de Cuiabá e ir a Rondonópolis demora mais que atravessar o continente de Leste a Oeste), o que dá ao país um clima muito variado, indo do deserto mais seco do mundo, no norte do país, a um clima mediterrâneo no centro, até um clima alpino propenso a neve ao sul, com geleiras, fiordes e lagos.  Localizada aos “pés”  da Cordilheira do Andes sua capital Santiago do Chile é a maior e mais importante cidade do país.

Sempre que me perguntam de onde gostei mais, digo e reafirmo que foi Buenos Aires, uma vez que sou apaixonada por tangos, vinhos e parrilhas. Porém reconheço que Santiago é muito mais bela arquitetonicamente falando, além de estar bombando em modernidade e sofistiquè. A cidade como um todo tem um ar cosmopolita, possui inúmeros prédios em pele de vidro (todo envidraçado), arranha-céus brilhantes e imponentes, vias largas, arborizadas, limpas e funcionais. Traduzindo, é como se a cidade oferta se na prática, tudo que nós arquitetos aprendemos na teoria. Vamos dividir o passeio  em 5 partes e  tentar curtir o máximo.

 

Centro Histórico: caminhar pelo centro histórico de Santiago é reviver a cultura e história desse povo andino. Impossível não apreciar edifícios tão bem conservados. Durante passeio ao centro, visite a Palácio de La Moneda ( se tiver tempo não perca a troca da guarda); Plaza de Armas, cercada por prédios históricos e um tanto quanto movimentada em função de sua posição estratégica. Junto a praça, encontra se a  Catedral Metropolitana linda de viver, datada de 1.745, com toques de arquitetura colonial.

 

 

Providência, Los Condes e Vitacura: três bairros contemporâneos, sofisticados, com diversos prédios modernosos, gramados fantásticos para passear com pequenos, restaurantes requintados  e loja bacanérrimas. Em Los Condes não deixe de ir ao Parque Arauco, além de ser completo, com lojas do mundo, é o conceito de shopping mais diferenciado de tudo que já vistei. Os hotéis TOP ficam em Los condes, que é o caso do Ritz-Carton da América do Sul e o W com sua piscina no terraço com uma belíssima vista da cidade. Não há muita opção cultural, porém a caminhada ao fim do dia é lindíssima, ah nessa região tudo muito longe, nada igual a BsAs, se possível opte pelos táxis;

 

Vinícolas: para os apreciadores do bom vino Chileno, este é um programa imperdível, e chega a ser um pecado não trazer algumas garrafas na mala. A grande maioria das vinícolas, estão no  entorno de Santiago é possível  até ir de metro caso da Cousiño Macul, a Concha Y Toro é a mais tradicional, onde há visita guiada com degustação de inúmeros sabores de uva;

Vinã Del mar e Valparaíso: localizadas a beira do Pacífico, vale muito a pena tira um dia para cada cidade. Isso claro se tiver tempo, assim poderá passear pela orla, deliciar nos restaurantes, e contemplar o por do sol no Pacífico. Valpo, já possuiu o porto mais importante da cidade, após inauguração do Canal do Panamá, não mais desempenha essa relevância. Por lá atualmente se encontram inúmeros leões-marinhos aportados. E de lá é o grande escritor Chileno Pablo Neruda. Viña  trata-se de é um balneário cheio de charme, condomínio novos e antigos opções de passeio em museus, parques e bibliotecas.

 

Valle Nevado: bom essa dica de passeio são para os amantes do silêncio absoluto e do branco total. Se quer ver a neve cair, vá em julho, eu amo e só indico essa época. São duas horas em uma subida íngreme, se nevar será com emoção, porém  depois de estar lá em cima contemplando a Cordilheira dos Andes foi como estar em contato direto com Deus. É uma paz que invade que dá vontade de passar horas contemplando aquele branco intenso.

 

Bem querido, Santiago é mais ou menos isso. Existem outras opções sim, mas eu apaixonei por esse roteiro.

Na semana passada me pediram dicas de onde comer também, para não estender mais o post trago um link que usei muito por lá, da minha queridinha VT (Viagem e Turismo).

http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/chile-santiago/onde-comer

E ai, despertou o desejo de passear aos “pés” do Andes ? espero muitíssimo que sim. Agiliza o passaporte e começe a planejar.

Beijo Gde. Uma ótima quarta-feira. E até semana que vem.