3 de outubro de 2013

Hoje resolvi contar uma boa história por aqui, daquelas que muita gente quer saber, e que muita gente também já sabe, mas que contribui, e muito, para o nosso repertório intelectual de moda #faleibonito!

Você sabe quem criou a tão famosa e desejada sola vermelha?

Uma coisa é unanimidade: Todo mundo conhece a fama dos saltos enormes de Christian Louboutin, certo?

Então já vamos esclarecendo aqui que Louboutin copiou a sola vermelha, que na verdade era exclusividade da corte de Luís XIV, antecessor de Luís XV, rei da França no Séc. XVII.

A história era mais ou menos assim: Luís XIV era baixinho, não passava de 1,60m, e mandava fazer seus sapatos com pequenos saltos para demonstrar poder e superioridade #conheçoalguémassim. O rei adorava o luxo, a riqueza e esbanjava suas posses em festas, roupas, jóias e sapatos de salto. Somente ELE podia usar estes sapatos, nem mesmo as mulheres podiam usar.

Foi nesta época que o conceito das coleções foi concebido. Isto porque somente a realeza podia usar os trajes luxuosos que carregavam símbolos de poder, como a sola vermelha. Na verdade tudo que tinha a cor vermelha era muito caro, pois a tinta vermelha era obtida através de um inseto que vinha lááá do México! Porém, os burgueses começavam a enriquecer, e queriam estar cada vez mais próximos da nobreza, copiando seus trajes indiscriminadamente, mesmo que para isto tivessem que pagar altas multas e indulgências. Os reis, por sua vez, incumbiam os alfaiates a produzirem novas coleções afim de que fossem criadas novos símbolos de diferenciação entre a burguesia e a nobreza. E assim, de uma forma menos escancarada, vem acontecendo até hoje. Chanel cria, Zara copia, e por aí vai. A moda é elemento de diferenciação, de poder, e toda vez que algo se torna popular, sai de moda.

O fato é que, anos atrás, Louboutin processou a marca Yvés Saint Laurent por “copiar” a sola vermelha que seria de exclusividade do sapateiro. Ahn? Tá bom! A defesa da YSL provou por A+B que quem tinha que estar #chatiado nesta história seria Luis XIV, e não Christian Louboutin. Que confusão!

Outro pequeno “engano” é de que o famoso salto Luís XV, seja atribuído aos saltos de 15cm. Nem um, nem outro! Pra começar, foi Luís XV quem levou a fama, porém o salto não é dele, mas do seu antecessor Luís XIV. E pra acabar com os boatos de vez o salto que remete ao rei Luís XIV é aquele largo na ponta e na base e afinado no meio, cujo nome foi dado de “salto Luís XV“. Mais confusão!

Em tempos de nada se cria, tudo se copia.

Copiou?

Imagens: Reprodução.